Poesisite

- 17Fev2013 19:00:00

ENDYMION






Por ti lutavam deuses desumanos
E eu vi te numa praia abandonado
À luz, e pelos ventos destroçado,
E os teus membros rolaram nos oceanos.


Sofia de Mello Breyner

-Série Poetas Escolhidos

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2013/02/endymion-por-ti-lutavam-deuses.html

- 08Jan2013 20:30:00



Se não é o 
sonho que dorme
em nós,
porque sonhamos
ter adormecido
em vida?

(do meu último livro "Um Ano Nunca Finda")

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2013/01/blog-post.html

- 08Jan2013 20:29:00

««O PORQUÊ ,DE NADA ACONTECER?»»
Nada se alterou
nada se fez diferente
nem mais ,nem menos
tudo igual ficou
ínócuo e transparente
tal como ,o que não vemos .
Nem as metáforas se deram
nem após a noite,veio o dia
para cumprir as promessas
que fizeram
para a terra se evadir
da geografia.
E enquanto,as areias movediças
do poema
regorgitam uma silhueta
branca e esguia
na mudez de mim
algo gritava ,esse fonema.
Porquê,que em tudo
nada acontecia.!
KIMBERLUSA!


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2013/01/o-porque-de-nada-acontecer-nada-se.html

- 20Ago2012 22:39:00


Do Outro Lado

Esse olhar
não tem nome
apenas reparte
pedaços do dia
escrevendo nas
paredes virtuais
e mesmo assim
perde-se no corpo....


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2012/08/do-outro-lado-esse-olhar-nao-tem-nome.html

- 30Jul2012 19:16:00


O Sol Negro

Esse ontem como se hoje na memória,
a cela da prisão tão presa à vida,
e o nó cego da esperança quando a história
calçava uma bota desmedida,

quando o tempo feroz da ditadura
pisava mesmo o sol e o sol negro
espalhava uma luz cuja negrura
se afundava e perdia nesse pego,

esse ontem como se hoje não morreu,
ronda a esquina dos dias qual secreta
e pode desabar do próprio céu
se o passo perde o pé, não está alerta:

(se há mesmo assassinos, tantos, tantos
que são feitos beatos e até santos).

Domingos da Mota

a partir das leituras: do poema "hoje há 28 anos fui preso", de Júlio Saraiva, e da crónica de Manuel António Pina, "Fila à porta do Paraíso", no Jornal de Notícias de 29. 10. 2008


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2012/07/o-sol-negro-esse-ontem-como-se-hoje-na.html

- 14Mai2012 19:42:00


A Europa, de hoje, em que estamos incluídos vive um drama de proporções enormes, comparáveis de alguma modo ao antes da 2ª Guerra Miundial.
Entalada entre um gigante descendente, os EUA, e um ascendente a China, com uma Rússia, ainda incapaz de assumir um papel importante no mundo, em prol da civilização, cede, à hegemonização Alemã, e dos interesses económicos que circulam por essa zona.
De Comunidade integradora, pode passar a exclusora. E de exclusora a perigosamente, a nacionalista e belicista.
Ao longo da última década a democracia e os direitos humanos, foram sendo postos de lado em favor de uma Comissão burocrática não eleita, aonde a Corrente Alemã ganhou uma preponderância inadmissível, assim como a nova ideologia liberal, ou totalmente liberal, para quem o Estado é um estorvo, e a democracia um instrumento útil.
Europa, que queriam regiões (quais?), tentando anulara as nações (erro!!), Europa Federal ou Económica (como se fosse possível separá-las!!) , de tantos passos em falso, agora caminha para a estigmatização e a abolição.
A Europa terá de ser dos Cidadãos, ou não será. Terá de ser a luz dos direitos e da democracia, depois de duas guerras fraticidas provocadas por extremismos de ordem irracional, ou não será. Terá ser Social ou não será. Terá de ser plual ou não será. Assim Portugal, terá  na Europa o papel do Atlântico ao Indico, a sua história Lusofona, sem medo, mas com claridade...ou não será....

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2012/05/europa-de-hoje-em-que-estamos-incluidos.html

- 21Mar2012 10:59:00

Neste Dia Mundial da Poesia, brindo a ela e a todos vós, com o poema "AQUI", do moçambicano Leite de Vasconcelos, ao qual empresto a minha voz.



Para ver/ouvir clique neste link:


http://www.youtube.com/watch?v=_NeidB2ZJ9E&list=UUE5_MW4e15JebJd44VXewfw&index=1&feature=plcp

Desde já grato pela visualização e possíveis comentários.



Saudações poéticas e amigas.



Eduardo Roseira

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2012/03/neste-dia-mundial-da-poesia-brindo-ela.html

DIA MUNDIAL DA POESIA - 21Mar2012 10:56:00


E Do Caos...


O Amor
é um instante
de sonho
na escuridão



Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2012/03/dia-mundia-da-poesia.html

Alquimia - 21Jan2012 23:50:00




As canções dos
Poetas
São descobertas
Tristes da Solidão

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2012/01/alquimia.html

Democracia ? - 21Nov2011 09:40:00

"Olhar para aqueles que são os ?mais altos? responsáveis políticos do país e ver nos seus gestos, discursos e pensamentos qualquer sombra de verdadeiro sentido de solidariedade social, altruísmo ou vontade de tornar a vida dos que pretensamente representam autenticamente melhor é quase tão difícil actualmente como encontrar água na aridez do deserto.
Nos intentos, planos e propósitos das principais máquinas partidárias, e dos seus tecnocratazecos engravatados não há senão ganância, egoísmo, uma cada vez maior ausência de escrúpulos e sobretudo uma genética propensão para a protecção das prerrogativas de uma elite muito restrita, que objectivamente tem de facto uma poderosa capacidade de influência e decisão na vida de milhões de pessoas.
Acreditar que do interior deste sistema podre poderá vir a mudança (sobretudo de valores), o humanismo, o bem-estar social e ambiental é a mesma crença ignorante da ovelha levada para o matadouro mas que até ao último momento está convicta de que aquela mão e o cajado que a conduzem mais não querem do que o seu bem estar e segurança. É essa mesma crença a de milhões de pessoas que acreditam ainda neste sistema ou desacreditam de forma inconsequente. Só uma determinação autêntica e activa pela criação, busca e experimentação de sistemas alternativos, pela oposição e rejeição convicta deste sistema partidocrático, poderá deixar em aberto a perspectiva de uma sociedade verdadeiramente fraterna e igualitária. Mais do que nunca a palavra ?revolução? urge tornar acção e realidade. E a primeira e mais prioritária revolução é aquela que urge fazer acontecer no coração e pensamento de cada mulher e homem que aspiram a uma autêntica liberdade e fraternidade para todos os seres.  "


Pedro Jorge Pereira , Ecotopia
ecotopia2012@gmail.com sarda@riseup.net (int)


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/11/democracia.html

- 20Nov2011 21:37:00



ESTE SÁBADO REUNIÃO DO MIL NORTE NA SEDE: UM PRIMEIRO PASSO COM BOAS PERSPETIVAS DE ÊXITO, ATENDENDO À QUALIDADE DO DEBATE E DOS PARTICIPANTES!

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/11/este-sabado-reuniao-do-mil-norte-na.html

INAUGURAÇÃO SEDE MIL NORTE - 08Nov2011 21:48:00















Inauguração da Sede Norte do MILIntervençõesRenato Epifânio, Joaquim Paulo Silva e Miguel Magalhães FerreiraPalestraJoám Evans PimPortugal, a Galiza e a LusofoniaInclui Apresentação do nº 8 da NOVA ÁGUIA4 de Novembro, 21h30A abertura da SEDE MIL NO PORTO, fruto de um protocolo entre a AIDSS/POESIS e o MIL, decorreu de modo positivo, contando com a presença do Renato Epifânio Presidente do MIL, Joaquim Paulo Silva Presidente AIDSS/POESIS, Miguel Magalhães Ferreira Mil Norte, e Joám Evans Pim (Galiza).






Foi um momento importante que Joám Evans Pim marcou traduzindo assim a situação atual cultural, da Galiza, relativamente, á posição face á integração da língua Galega no mundo Lusófono.Renato Epifânio traduziu na essência os desígnios, as estratégias e o plano de implementação do MIL no mundo, bem como as atividades desenvolvidas.






Joaquim Paulo Silva referiu-se à importância da parceria MIL/POESIS que possibilitou a criação da Sede MIL-Norte, e abre a porta para várias ações de desenvolvimento do MIL, e de cooperação entre as duas Instituições. Sendo que o POESIS, com 20 anos de existência incorpora ideias de Universalidade em simultâneo, com objectivos de promoção da Lusofonia num campo Transdisciplinar. Augurando-se pois, uma boa perspetiva para o protocolo assinado nesta data.






Finalmente Miguel Magalhães Ferreira enquadrou o surgimento do MIL Norte na tradição histórica de intervenção cívica das gentes Nortenhas nos destinos de Portugal e de outros Países Lusófonos com maior destaque para o Brasil. Apontou igualmente propostas de iniciativas que o MIL Norte pensa desenvolver nos tempos mais próximos bem como convidou os presentes a participarem na 1ª reunião do MIL Norte a ser marcada muito em breve.


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/11/inauguracao-sede-mil-norte.html

- 24Out2011 15:53:00

AIDSS 20 anos POESIS e IFHS



No Dia 8 de Outubro às 18horas realizou-se o ENCONTRO LUSOFONIA culturas e sociedades, organizado pela AIDSS (20º aniversário), Poesis e AIDSS, contou com a participação especial, do MIL (Revista Nova Águia), sendo o Engº Miguel Magalhães Ferreira o representante, do emérito Prof. João Ferreira, e do Prof. Barbosa da Costa.

O Tema era convidativo, e as palavras foram como as cerejas, brotaram!

O Prof. João Ferreira, abriu as hostilidades, demonstrando a sua sapiência, deu uma lição histórica literária, sobre o percurso e os precursores da Lusofonia, como o padre António Vieira, Fernando Pessoa, Agostinho da Silva, Gilberto Freyre, entre outros. Elencou as formas anteriores à CPLP de caminhos para uma organização Lusófona e como agente desse processo, em Brasília, aonde reside e foi professor, tendo-se jubilado, explicado as raízes da fundação da CPLP, e o papel muito importante de Agostinho da Silva e seu pensamento, na mesma, nomeadamente, em torno do seu pensamento, constituinte, o Divino Espírito Santo, V Império.

O professor Barbosa da Costa centrou a sua intervenção, na importância da Lusofonia, das suas expressões multi culturais, no contexto multi polar da globalização. Salientando a importância do local e da afirmação da riqueza e diversidade do mesmo no contexto mundial, com particular ênfase neste processo para a continua evolução da cidadania, processo central na construção do mundo Lusófono e que se encontra hoje em problematização devido forma como a economia avassala, os processos de conquistas civilizacionais que remontam á Revolução Francesa, de Montesquieu a Rousseau, de Sartre a Edgar Morin.

Por fim o Engenheiro Miguel Magalhães, focalizou a sua intervenção, explicitando as raízes da revista Nova Águia, á semelhança da sua antecessora no início do século XX, a Águia, e do Movimento MIL (Movimento Internacional Lusófono), na esteira da Renascença.

Movimento que pretende recuperar o debate em torno de Portugal, e o seu destino como nação, no contexto da sua história e portanto da problematização da Lusofonia, como movimento cultural e cívico, mobilizando a sociedade civil para este debate.

Elencou ainda, Miguel Magalhães, algumas das principais actividades do MIL, propostas, petições e outras iniciativas como por exemplo:

1. ?Força Lusófona de Manutenção de Paz?
2. ?Passaporte Lusófono?
3. Defesa de candidaturas independentes à Assembleia da República Portuguesa
4. Instituições à escala lusófona

e ainda:


Debates públicos

Recolhas de livros
Prémio Personalidade Lusófona do Ano

Apresentou também o último número da Revista Nova Águia:

Oitavo número (2º semestre de 2011): O Pensamento da Cultura de Língua Portuguesa: nos 30 anos da morte de Álvaro Ribeiro.



Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/10/v-behaviorurldefaultvml-o.html

MIL no NORTE - 24Out2011 15:41:00

Inauguração da Sede Norte do MIL

Intervenções

Renato Epifânio, Joaquim Paulo Silva e Miguel Magalhães Ferreira

Palestra

Joám Evans Pim

Portugal, a Galiza e a Lusofonia

Inclui Apresentação do nº 8 da NOVA ÁGUIA

4 de Novembro, 21h30

Porto, Rua da Constituição, nº 814, 5º (Espaço POESIS)


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/10/mil-no-norte.html

- 24Out2011 09:47:00




ORÇAMENTO DE ESTADO

...é tão grande o apertar
que o estômago já não sinto
resta-me no pescoço colocar
este meu velho e negro cinto.


eduardo roseira


In Ecos do meu Pátio


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/10/orcamento-de-estado.html

- 20Set2011 13:49:00



Encontro Lusofonia:
Culturas e Sociedade

Data: 08.10.2011

Hora: 18h

Organização: AIDSS 2o ANOS/ POESIS/ IFHS



Localização:
Sede da AIDSS, rua da Constituição, n.º 814 5.º andar dar, sala 29



18.00H ? Abertura
18.30H ? A LUSOFONIA AO LONGO DO TEMPO.
Professor Doutor João Ferreira


19.00H ? SOCIEDADE, INTERCULTURALIDADE E CIDADANIA AO LONGO DO TEMPO.
Dr. Barbosa da Costa


19.30H ? COMUNIDADES LUSÓFONAS NO SÉCULO XXI.
Dr. Renato Epifânio ? Nova Águia/Movimento Inter-nacional Lusófono





Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/09/encontro-lusofonia-culturas-e-sociedade.html

ROSA - 20Set2011 13:35:00

Profunda rosa
ergue-se lua
move-se nua

Rosa séria
furacão de espinhos

És rosa e
do charco
nos elevas

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/09/rosa.html

- 29Ago2011 12:11:00

Pensei que estavas sozinha
Para Nagdila Thally Malfoy
Entre lírios e rosas!
Em meio a sussurros, gritos, gemidos & prantos!
 Espasmos de prazer.
 Juras de amor!
Eu pensava que estavas sozinha!
 No meu desespero...procurava-te!
Nos meus sonhos...andavas só!
Vagando pelo infinito!
***
Embriaga-me...oh...minha divina musa!
Com o teu eflúvio sutil.
Em meus pensamentos...andavas sozinha!
Insegura!
E desprotegida.
No infinito...
E na solidadão do meu ser!
Procurava-te...  
Eu pensava...que estavas sozinha.
Em meus pensamentos!
Tomo-te pelos braços!
Digo que és minha!
Mas não o és!
Perco-me no teu olhar...
No teu sorriso quero me perder.
No meu devaneio...desapareço em teus cabelos! 
Em meio a sussurros, gritos, gemidos & prantos!
 Espasmos de prazer.
E juras de amor!
Não estás mais sozinha!
Samuel Costa é poeta em Itajaí

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/08/pensei-que-estavas-sozinha-para-thally.html

Sofá - 31Jul2011 22:34:00

Inerte sentado
o Sofá
estende os braços
abraça-nos com
o seu olhar
dolente quente
qual gente!

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/07/sofa.html


Fotos do Encontro Lusofono - 20Jul2011 11:32:00

                 Vereador Dr. Fernando Paulo, Professor João Ferreira, Dr. Barbosa da Costa na Foto


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/07/fotos-do-encontro-lusofono.html

- 13Jul2011 10:21:00


Na brisa da tarde
morrente
de morrinhas
teu corpo astro
atrai meus
braços andorinhas.


Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/07/normal-0-21-false-false-false_13.html

- 06Jul2011 10:43:00

Minha Escrita





A minha escrita
é vertical,
de cor incerta
e odor de murmúrios

em cada sótão
uma gaveta
em cada gravata
memórias

como estátuas
vivas
as palavras
brincam connosco
na praia secreta
no eterno rio.




Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/07/normal-0-21-false-false-false.html

ENCONTROS DE AUTORES- - 16Jun2011 14:03:00

POESIS/IFHS/
AIDSS (20º aniversário)



SETEMBRO: Manuel António Pina - Prémio Camões - em a Data a definir mais próximo


SETEMBRO/OUTUBRO: Autores de Serviço Social - Em data a Definir

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/06/encontros-de-autores.html

- 01Jun2011 11:20:00

"GEO-POÉTICA

há países
que são literatura
com paisagens
que são poemas
e um povo que os lê.

eduardo roseira"


do blog, do meu amigo Roseira:  
http://ecosdomeupatio.blogspot.com/

Fonte: http://poesisite.blogspot.com/2011/06/geo-poetica-ha-paises-que-sao.html

Eduardo Roseira
Membros
Regista-te e participa neste projecto Basta inserir o email e começares a tua participação. Boas navegações pela Lusofonia

Email:
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Sondagens
E qual a sua apreciação sobre a Revista?
Muito boa
Boa
Assim, assim
Muito Má
Mil e um

avkd

gov

agostinhodasilva

fausto

poesia

as-artes
MIL
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional