Serpente Emplumada

Native People and the Environment / Os Povos Nativos e o Ambiente - 22Nov2017 10:30:00





?Por todo o mundo, são as comunidades indígenas que nos estão a tentar conter: primeiras nações no Canadá, povos indígenas na Bolívia, aborígines na Austrália, povos tribais na Índia. É extraordinário que em todo o mundo sejam aqueles que chamamos "primitivos" que estejam a tentar salvar aqueles de nós que chamamos "esclarecidos" do desastre total"

"All over the world, it?s the Indigenous communities trying to hold us back: First Nations in Canada, Indigenous people in Bolivia, Aborigines in Australia, tribal people in India. It?s phenomenal all over the world that those who we call ?primitive? are trying to save those of us who we call ?enlightened? from total disaster"

~ Noam Chomsky


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2017/11/native-people-and-environment-os-povos.html


Restos de Colecção: Contacto do Autor do Blog - 31Out2017 07:07:00

Uma fonte importante de informação da nossa história recente.  Obrigado! Edmundo Dos Santos Figueiredo

Restos de Colecção: Contacto do Autor do Blog:                                                 Autor:   José Leite e-mail:   jal2684@gmail.com e também ...     ...

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2017/10/restos-de-coleccao-contacto-do-autor-do.html

- 25Out2016 17:41:00

Ensaio: "DESTINO E MORTE DAS PALAVRAS EM VERGÍLIO FERREIRA", por Isabel Rosete 
«Quando nos referimos a este homem de Melo, de ar calmo, absolutamente sereno, olhando para o Mundo ao mesmo tempo que observa o interior de si-mesmo, jamais poderemos deixar de o mostrar como uma excepção: no seio da Literatura Portuguesa assumiu a difícil e ingrata vocação de denunciar a morte da palavra, a arte do homem no pensamento contemporâneo. Remou contra a maré como os profetas. A sua voz isolada - apesar do anúncio da morte de Deus e da morte do Homem - não se olvidou de afirmar o valor do ser humano e a grandeza das suas manifestações, erguendo, no entanto e sempre, a dúvida, postura que o tornou particularmente incómodo entre os intelectuais portugueses.(...)
Isabel Rosete

http://birdmagazine.blogspot.pt/2016/10/destino-e-morte-das-palavras-em.html



Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/10/ensaio-destino-e-morte-das-palavras-em.html

BIRD Magazine: DO RUÍDO E DO SILÊNCIO, por Isabel Rosete - 11Out2016 16:32:00

BIRD Magazine: DO RUÍDO E DO SILÊNCIO: «Ah, o silêncio torna-se ainda mais profundo, e uma vez mais o meu coração se dilata; espanta-se com a verdade nova, ele próprio fica sem ...

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/10/bird-magazine-do-ruido-e-do-silencio.html

BIRD Magazine: VERGÍLIO FERREIRA N?OS CAMINHOS DA INTERROGAÇÃO, por Isabel Rosete - 27Set2016 16:31:00

BIRD Magazine: VERGÍLIO FERREIRA N?OS CAMINHOS DA INTERROGAÇÃO: «Mas porque custa tanto encontrar o caminho? Tantos se perdem (...) Caminhos ásperos, difíceis, os deste mundo. E a gente pisa-os tant...

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/09/bird-magazine-vergilio-ferreira-nos.html

BIRD Magazine: «A POESIA E AS ?VOZES DO MEU PENSAMENTO?» - 30Ago2016 15:47:00

BIRD Magazine: «A POESIA E AS ?VOZES DO MEU PENSAMENTO?»: ISABEL ROSETE Reunimo-nos, por vezes, para celebrar a Poesia: aquando do lançamento de um livro da nossa autoria; aquando da homenagem ...

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/08/bird-magazine-poesia-e-as-vozes-do-meu.html


"DA ARTE E DO ARTISTA", por Isabel Rosete - 23Ago2016 04:08:00



«AS VOZES DA FILOSOFIA E DA POESIA, DAS ARTES, AS MINHAS E AS DE ALGUNS OUTROS (poucos, infelizmente), NUNCA SE CALAM! SEMPRE DIZEM A VERDADE/REALIDADE QUE, À SUPOSTA NORMALIDADE E AO DITO POLITICAMENTE CORRECTO, NÃO CONVÉM.
VIVA A "ANORMALIDADE"! VIVA A SAUDÁVEL "LOUCURA" DA RAZÃO DESPERTA!»
Isabel Rosete


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/08/da-arte-e-do-artista-por-isabel-rosete.html

BIRD Magazine: TÓPICAS DO TEMPO, por Isabel Rosete e IR [1] - 18Jul2016 15:20:00

BIRD Magazine: TÓPICAS DO TEMPO, por Isabel Rosete e IR [1]: ISABEL ROSETE Cogitar, estar, vaguear? ou, simplesmente, vacilar entre o amargo de boca do fel e o doce do mel, são estádios existencia...

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/07/bird-magazine-topicas-do-tempo-por.html


Isabel Rosete, livro "FLUXOS DA MEMÓRIA", de Isabel Rosete - 24Abr2016 14:51:00



1. Debato-me contra as chamadas mesas de honra nos eventos de lançamento de livros de Poesia/Filosofia:
- O PÚBLICO é a GRANDE HONRA!
- A POESIA/FILOSOFIA são a GRANDE HONRA!;
2. Não sei escrever livros. COMPONHO LIVROS! Aqui mostro como os componho, desvelando a minha AUTO-BIOGRAFIA (em memória dos meus pais) e o nascimento do meu semi-heterónimo, IR;
3. Este meu livro, "FLUXOS DA MEMÓRIA", é um tratado de/sobre a Poesia, e uma obra PESSOANA:
- Em HOMENAGEM/LOUVOR a FERNANDO PESSOA(S) DESMITIFICADO, em particular a ÁLVARO DE CAMPOS e a BERNARDO SOARES ("LIVRO DO DESASSOSSEGO");
4. Este meu livro, "FLUXOS DA MEMÓRIA", é a CELEBRAÇÃO/AGRADECIMENTO a todos os meus MUSOS inspiradores da POESIA, da FILOSOFIA, da LITERATURA e da PINTURA:
- Para além de Pessoa(s)/Campos, JORGE DE SENA, ALMADA NEGREIROS, NATÁLIA CORREIA, SARAMAGO, RILKE, HOLDERLIN, PAUL CELAN, HEIDEGGER, KANT, PASCOAES, EDUARDO LOURENÇO, VAN GOGH, PAUL KLEE (...).
Saudações filosófico-poéticas,
Isabel Rosete & IR


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/04/isabel-rosete-livro-fluxos-da-memoria.html

Isabel Rosete e Fluxos da Memória - 23Abr2016 02:45:00



1. Drª Danuia Pereira Leite
apresentando-me como pessoa, como profissional da Filosofia e da
Poesia, entre- Culturas, face ao conteúdo manifesto deste meu/quiçá
vosso livro "FLUXOS DA MEMÓRIA", no seu segundo lançamento, no Instituto
de Ciências do Som e Bioterapias, da qual é Presidente e pela qual
recebi este gentil convite;

2. Rosete Cansado
apresentando-me como pessoa, como amiga, mana e como profissional
destas áreas, em coligação com as nossas almas (gemias) pensantes e de emoções autênticas;
3. Carolina Martins lendo um dos poemas desta obra, manifestando o amor que nos nutre e a Filosofia que nos aproxima;

4. Revelando-me contra a falta de honestidade intelectual, contra as
fraudes/ausência de transparência da TV ("5 Para a Meia Noite", Marta
Crawford, RTP1), contra a hipocrisia, as máscaras, em nome da Verdade e
da Justiça, as quais devem sempre imperar, seja qual for o preço a
pagar, em nome da Identidade genuína. Declamando, igualmente, alguns dos
meu poemas sobre estas temáticas;
5. Uma "declaração de amor" do Professor Doutor José Zaluar
face à minha poesia/filosofia, que também diz NÃO, comparando-me com
Natalia Correia (que grande responsabilidade que carrego com muita
satisfação), uma das minhas Musas.
Bem-hajam pelas vossas intervenções, meus queridos amigos/leitores, por tanto carinho, por tanto me fazerem sentir lisonjeados!
Isabel Rosete


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/04/isabel-rosete-e-fluxos-da-memoria.html

Isabel Rosete - 23Abr2016 01:45:00

Eu, Isabel Rosete, apresentando o meu livro "FLUXOS DA MEMÓRIA" no Instituto de Ciência do Som e Bioterapias - Lisboa, 16/04/2016 - a convite da Drª Danuia Pereira Leite?, a quem muito agradeço, assim como a todos os presentes neste evento e a todos os visualizadores deste vídeo realizado pelo Dr. Jorge Rosa?.
Saudações filosófico-poéticas,
Isabel Rosete




Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/04/isabel-rosete.html

BIRD Magazine: CELEBRANDO OS 100 ANOS DO NASCIMENTO DE VERGÍLIO F... - 04Abr2016 16:11:00

BIRD Magazine: CELEBRANDO OS 100 ANOS DO NASCIMENTO DE VERGÍLIO F...: «No momento exacto em que o projecto romanesco nacional, como eco do único projecto social e historicamente significante, tentava dissolve...

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2016/04/bird-magazine-celebrando-os-100-anos-do.html

- 08Out2013 11:59:00

MOMENTO

ajo
como um asno

teimo
dão-me porrada
pasmo

na impossibilidade
animal
de me vingar
ou defender

arreganho os dentes

com sarcasmo


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/10/blog-post.html

- 11Set2013 12:25:00

11 DE SETEMBRO - SE BEM ME LEMBRO

SE BEM ME LEMBRO
EM 73 NO CHILE
HOUVE UM ONZE DE SETEMBRO

NÃO SÓ NO CHILE
EM TODO O MUNDO DESDE SEMPRE
HOUVE E CONTINUARÁ A HAVER
ONZES DE SETEMBRO
E VINTE E CINCOS DE ABRIL

MAS ESTE NO CHILE
EU BEM ME LEMBRO
ROUBOU-NOS DOIS POETAS
DE QUE EU GOSTAVA MUITO
:
PABLO NERUDA E SALVADOR ALLENDE

VOLVIDOS VINTE E OITO ANOS
- TUDO SE REPETE - POUCO OU NADA MUDA
EM NOVA YORK CAEM DUAS TORRES

QUEM SABE PARA VINGAR AS MORTES
DE SALVADOR ALLENDE
E PABLO NERUDA

SE BEM ME LEMBRO
DITAS GÉMEAS
RECONHECIDAMENTE
AS MAIS RICAS DO MUNDO

CONTUDO

SE MUITA GENTE AINDA HOJE CHORA
O ONZE DE SETEMBRO DE NOVA VORK
COMO UM DIA TRISTE, DESUMANO - VIL


SE BEM ME LEMBRO
A HUMANIDADE O QUE MAIS DEPLORA
É O NEGRO ONZE DE SETEMBRO
QUE EM 73
PARA TODO O SEMPRE
ENLUTOU O CHILE


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/09/blog-post.html

- 13Ago2013 15:53:00

IDIOSSINCRASIA 

se fossemos na realidade exasperantemente sornas
lentos

em vez de alentejanos
já seríamos conhecidos por 

apenas LENTEJANOS

- não consta que assim seja


vivemos ao ritmo
de tudo quanto é bom

na VIDA

à semelhança
de nossos irmãos ciganos



Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/08/blog-post_13.html

- 06Ago2013 14:51:00

FRAMBOESAS


que tu cultivas
e adoras
-sofisticadas
ricas

primas das rústicas
amoras

negras
luzidias

como a cor
dos teus olhos

quando finges
que choras

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/08/blog-post.html

- 30Jul2013 10:37:00

GRANDES SÓ A MINHA ALDEIA
E EU

vivo no campo
- a 2 quilómetros da Aldeia 

da minha Aldeia 

a 7 da Vila
a 20 da Cidade
vivo a não mais de 150
quilómetros de Lisboa

- que é a capital de Portugal

como o Mundo é pequeno
- acabo de confirmar:
não mais de 200 países como Portugal

a despeito da China e da Índia
e da Rússia
e dos Estados Unidos da América
- não mais de 200 países como Portugal

há quem já os tenha percorrido a todos
dado a volta ao Mundo

onde cabem estes 200 países
é aquilo a que chamamos
World
Earth (?)
Monde

Mundo

uma frágil bolinha de sabão
pronta a esvair-se
ao menor grão de areia
que lhe surja no percurso

já Universo é coisa bem maior

é noite
-paro o carro junto à casa onde moro
como sempre virado para Norte

à minha frente a Ursa maior
um pouco à direita
à minha mão direita
a menos de um metro de distância
a simpática W/Cassiopeia

atrás de mim - nem preciso olhar para saber -
um extenso ligeiramente encurvado rabo-de-gato - a nossa Via Látea-

com ninguém sabe quantos milhões de estrelas como o Sol
não sei quantos milhares de milhões
de planetas
como este nosso a que chamamos Mundo

ainda à direita - e mais alto do que o binómio
Ursa Maior-Cassiopeia
o caracol de Pastelaria
a que em boa hora deram o nome de
Andrómeda

que eu já vi
duas ou três vezes
enrolada na sua bela pequenez

sem sair do carro
penso em como tudo isto é belo
e ridiculamente pequeno apesar de tudo

não há Lua
Marte fulge
por cima da cumieira do Monte

abro a porta do carro
saio

viro-me rigorosamente para Norte
sou intransigento nisso

abro o fecho-eclaire das calças

esboço um sorriso

mijo


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/07/blog-post_30.html

- 29Jul2013 15:34:00

MERCANTILISMO

formado nos "Mercados"
e nas Feiras

depois dos Submarinos
Portas apostava agora
nos
Torpedos

tem razão o homem
:
não há uns sem outros

como de nada servem
mãos
que não tenham

dedos


Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/07/blog-post_29.html

- 26Jul2013 13:44:00

FISCALIDADE


que impostos
não estariam ainda pagando
Reis?

Caeiro

Soares

Campos

à conta de Fernando

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/07/blog-post_26.html

- 21Jul2013 11:47:00

ERAM SEMPRE NOVE À HORA DA COMIDA

sete fêmeas e dois machos

- elas, duas brancas
três tartarugas
uma indefinida e uma preta

eles, machos,
um amarelo tigrado
o outro - pardo

dos machos
com o andar do tempo
veio um branco não sei de onde
que após muita porrada
expulsou em definitivo
o pardo
e o amarelo

passaram
a ser só oito à hora da comida

só oito
até que uma das tartarugas deu à luz
3 amarelos

outra tartaruga
pariu 4 brancos - com as extremidades amarelas
- um dos quais desapareceu
nas múltiplas mudanças
a que a mãe os sujeitou

a preta pariu três
-cada um de sua cor - um preto
um branco
um amarelo

há ainda uma tartaruga
e uma branca por parir

de qualquer modo
são agora 9
mais 9 além dos nove iniciais
(8 desde que o branco chegou
e expulsou o pardo e o
amarelo)

são agora portanto
- para mal de meus
orçamento e vida -

17 gatos
à hora
da comida




Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/07/blog-post_21.html

- 17Jul2013 10:03:00

APONTAMENTO URBANO
(no Jardim das Canas)


o cão
sobre a relva

cheira o pé
da árvore

alça a perna
e mija

assina a sua tela
que se chama

TARDE

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/07/blog-post_17.html

- 08Jul2013 15:13:00

POEMA DE AMOR EM TARDE QUENTE


teu corpo
códice dourado
escrito em braille

que aprenderei a ler

sem vírgula que escape

sem verbo
que atrapalhe

Fonte: http://serpenteemplumada.blogspot.com/2013/07/blog-post.html

Eduardo Roseira
Membros
Regista-te e participa neste projecto Basta inserir o email e começares a tua participação. Boas navegações pela Lusofonia

Email:
Painel controlo
  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Sondagens
E qual a sua apreciação sobre a Revista?
Muito boa
Boa
Assim, assim
Muito Má
Mil e um

avkd

gov

agostinhodasilva

fausto

poesia

as-artes
MIL
©2018, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional